quinta-feira, 20 de Maio de 2010

Cascais, para onde vais?!...

Carlos Carreiras se não conseguir ser ministro (nem que seja Ministro dos Clusters) vai querer ser Presidente de Câmara de Cascais.
Está há quatro anos a montar a máquina que o leva até lá.
Mas estão a surgir alguns imponderáveis.
O primeiro é que por mais iniciativas de DNA, de energias e de Clusters do mar a imagem de Carreiras não passa.
Em Cascais a notoriedade é muito baixa e muitos dos poucos que o conhecem acham-no parecido com o John Smith, célebre vendedor de banha da cobra do século XIX.
Ora, para conseguir garantir esse desiderato, Carreiras vai ter que garantir o apoio e a companhia de António Capucho, e andar de "mãos dadas" com este homem, que soube ganhar o respeito e a confiança dos munícipes de Cascais.
As coisas não estão fáceis.
Carlos Carreiras e os seus capangas comportam-se dentro da Câmara como se fossem donos daquilo tudo o que traz, cada vez mais, problemas de convivência com António Capucho.
Dizem os bem informados que Capucho se fartou de vez e decidiu candidatar-se à Comissão Política de Cascais do PSD contra o clã de Carreiras.
Assim sendo, (nestas coisas da política bem sabemos que a verdade de hoje amanhã poderá nunca ter existido...)muita coisa irá passar-se até meados do próximo mês de Junho.
Se António Capucho assumir a sua candidatura à Comissão Política de Secção de Cascais e se o clã Carreiras mantiver também uma candidatura vai ser interessante explicar aos militantes do PSD e aos munícipes de Cascais como é que Presidente e Vice-Presidente da Câmara de Cascais se confrontam à vista de todos!
Dá-nos certamente a confirmação daquilo que já perceberamos há muito tempo: o assalto ao aparelho Câmara de Cascais organizado e liderado por Carlos Carreiras não tem a concordância de António Capucho.
Podemos ficar mais descansados e confiantes.
António Capucho é afinal o homem sério e integro que sempre conhecemos e, mesmo estando de saída da CMC no final do mandato, não quer deixar aquilo entregue aos bichos!
Carlos Carreiras, sem o apoio de António Capucho, não será o próximo Presidente de Câmara.
Dizem que um azar nunca vem só.
Mas, neste caso, estamos a falar de sorte e... pelos vistos, também se aplica!...

1 comentário:

  1. Subscrevo, isto está bonito está. Tenho um blog com o mesmo nome deste seu artigo. Continue com a sua análise daquilo que vai bem e mal em Cascais, só assim construiremos um futuro melhor.

    ResponderEliminar

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.